Banco Cidadão garante crédito social de R$ 1,3 mi a 264 empreendedores

0

O Banco Cidadão da Prefeitura Municipal de João Pessoa investe a quantia de R$ 1.332.900 na economia da Capital. Serão beneficiados 264 empreendedores que pretendem desenvolver ou ampliar atividades produtivas na cidade a partir do microcrédito social do Banco Cidadão. A liberação de recursos ocorrerá nesta terça-feira (17), às 9h, no auditório do Paço Municipal.

Apenas neste ano, o Banco Cidadão já realizou investimentos da ordem de R$ 3.100.600, atendendo 603 empreendedores. De acordo com o secretário-adjunto do Trabalho, Produção e Renda, Paulo Vieira, o microcrédito garante a abertura e a manutenção de micronegócios em uma época de retração do crédito no sistema financeiro e de juros elevados.

“Nosso trabalho não beneficiou apenas 600 empreendedores, neste ano, estamos falando de 600 famílias que garantem seu sustento a partir deste apoio do Banco Cidadão, que, além do crédito, proporciona a capacitação do empreendedor para que faça o melhor uso destes recursos”, disse Paulo Vieira.

Esta liberação de crédito se destina a empreendedores de diversos bairros de João Pessoa, com destaque para: Mangabeira (R$ 115.600), Centro (R$ 55.200), Alto do Mateus (R$ 52.500), Varjão (R$ 44.800) e Jardim Cidade Universitária (R$ 42.700).

O microcrédito social do Banco Cidadão é de até 10 salários mínimos (R$ 8.800) para a modalidade investimento fixo mais capital de giro, ou de até quatro salários mínimos (R$ 3.520) para apenas capital de giro. A taxa de juros é de 0,9% ao mês. O prazo de pagamento é de até 24 meses, com carência de três meses para investimento fixo mais giro, ou até 12 meses para capital de giro. Neste caso, não há carência.

As inscrições são realizadas na Secretaria do Trabalho, Produção e Renda, na Avenida Cardoso Vieira, 85, de segunda à quarta-feira, das 8h às 14h. É preciso apresentar original e cópia de RG, CPF e comprovante de residência atual. O empreendedor deve ter idade a partir de 18 anos e morar em João Pessoa há, no mínimo, seis meses. Não é preciso estar formalizado. Pessoas com nome nos cadastros de proteção ao crédito e servidores da Prefeitura não podem ser contemplados.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here