José Enoch Ramos é a convidado do projeto ‘Macacos me Mordam – Ao vivo!’, nesta sexta-feira (29), às 18h, na Fundação Espaço Cultural da Paraíba, em João Pessoa. Pedro Osmar receberá o bailarino para conversa e debate sobre a dança e também sobre sua trajetória na arte e cultura.

 

O programa de estreia foi no dia 16 de junho, quando o convidado foi o cantor e compositor Milton Dornellas, com direito a bastante interação, no Centro de Documentação e Pesquisa Musical José Siqueira (com capacidade para 30 lugares). Na semana seguinte, o convidado foi o cantor e compositor Escurinho.

 

Já passaram pelo projeto idealizado por Pedro Osmar os seguintes nomes: Jessé Jel, Dida Fialho, Escurinho, Milton Dornellas, Paulo Ró, Piedade Farias, Jessé Jel, Arthur Pessoa e Jãmarrí Nogueira. O ‘Macacos me Mordam!’ também é um programa (gravado) que vai ao ar às quintas-feiras, na Rádio Tabajara FM 105.5.

 

Enoch – Aos 86 anos de idade, o bailarino José Enoch Ramos faz parte da história da dança no Brasil. Deixou a cidade de Rio Tinto para conquistar os palcos do mundo ainda muito cedo, dançando e coreografando nos Estados Unidos e na Europa.

 

A formação de Enoch inclui o Teatro Municipal do Rio de Janeiro e a American Ballet Graham, nos Estados Unidos. Na Paraíba, é responsável pela formação de várias gerações de bailarinas e amantes do ballet.

 

Foi o primeiro bailarino brasileiro a se apresentar no Teatro Royal, na Broadway, em Nova York e na rádio City Music Hall.  Foi Integrante do quadro da Companhia Brasiliana – Ballet Hispano Brasileiro, no Rio de Janeiro, e participou do corpo de ballet da TV Globo durante quatro anos.

 

O artista recorda que enfrentou muito preconceito por causa da escolha, principalmente dentro de casa, pois sua mãe era tecelã e seu pai era militar, e jamais aceitaria ter um filho bailarino. “Naquela época, o preconceito era muito grande”, lembra José Enoch.

 

Em 1970, retornou ao Brasil e trabalhou em Brasília e no Rio de Janeiro. Tempos depois retornou à Paraíba, dedicou-se ao ensino da dança e abriu sua própria escola de dança na capital paraibana, o Ballet Studio José Enoch, que fundamentou a criação dos grupos Contratempo e Sem Censura Cia. de Dança, na década de 1980.

 

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here