Auxiliar de Ricardo volta a utilizar as redes sociais para criticar o senador Cássio

    0

    O jornalista Célio Alves, secretário executivo de Comunicação do Estado, voltou a utilizar as redes sociais para criticar o senador paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB), que dias atrás fez um duro discurso da tribuna do Senado contra a gestão de segurança pública do Governo da Paraíba.

    Em sua página no Facebook, Célio Alves lembrou que, de acordo com a mais recente edição Mapa da Violência elaborado pelo Instituto Sangari, o número de assassinatos na Paraíba cresceu assustadoramente durante o período em que o senador Cássio foi governador da Paraíba.

    “Quando o senador Cássio subirá à tribuna do Senado para explicar à Paraíba e ao Brasil o porquê do crescimento desenfreado de homicídios nos anos em que era governador? O Mapa da Violência 2014, estudo do renomado sociólogo Júlio Jacobo que analisou os números da violência entre 2002 e 2012, constata a explosão desse tipo de crime durante o governo de Cássio”, comentou Célio.

    De acordo com o secretário, o Mapa da Violência mostrou que o número de assassinatos na Paraíba aumentou quase 100% durante a gestão do então governador tucano. “Em 2002, ano que antecedeu a posse de Cássio como governador, a taxa de homicídios era de 17,4 para cada 100 mil habitantes. No ano em que Cássio deixou o governo, essa taxa estava em 33,7. Praticamente dobrou, ou seja, cresceu quase 100%”, observou Célio Alves.

    O secretário enfatizou que o Mapa da Violência aponta que foi só a partir da gestão do govenador Ricardo Coutinho (PSB) o número de assassinatos do Estado começou a cair. “O estudo aponta ainda que, depois de uma década inteira com crescimento superando o do ano anterior, em 2012 – na gestão de Ricardo Coutinho -, pela primeira vez ocorreu redução do número de homicídios (6,2%)”, destacou Célio Alves, que acrescentou: “a Paraíba e o Brasil querem ouvir o então governador, hoje senador”.

    Auxiliar de Ricardo volta a utilizar as redes sociais para criticar o senador Cássio

    Saiba mais

    Na última quarta-feira (13), Célio Alves já havia usado as redes sociais para criticar Cássio. Ele chegou a insinuar que o senador estaria por trás da onda de boatos que espalhou pânico em Campina Grande. “Quem recomendou aos ônibus que parassem? A prefeitura de Cássio. Quem suspendeu aulas? UEPB. Alguém duvida das estreitas ligações da cúpula da universidade com Cássio? Quem subiu à tribuna do Senado com a mesma boataria que espalham nas ruas e nas redes sociais?”, questionou o secretário.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here