“Através do incentivo ao artesanato, geramos desenvolvimento cultural e econômico”, diz RC

    0

    O governador Ricardo Coutinho participou, na noite desta sexta-feira (15), da abertura da 23ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba, que será realizado até o dia 31 de janeiro no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa. O tema escolhido este ano foi “O algodão colorido é nosso”, visando valorizar os diversos produtos confeccionados com esse tipo de algodão produzido na Paraíba.

    Na ocasião, Ricardo destacou a importância do evento para incentivar o artesanato paraibano. “O Salão de Artesanato é fruto de um esforço coletivo e está sendo feito com uma grande estrutura. O fato dos artesãos chegarem a um momento tão gratificante como este representa que eles estão dando um passo à frente. Tenho certeza que, através do incentivo ao artesanato, estamos gerando desenvolvimento cultural e econômico para o nosso Estado”, frisou.

    O governador também visitou os estandes do evento e parabenizou os artesãos. “Eles são peças fundamentais para que tudo isso aconteça. O trabalho de cada um desses profissionais representa a nossa arte, cultura e identidade. O povo se vê nas peças em algodão colorido e em todos os objetos que surgem das mãos desses verdadeiros artistas”, afirmou.

    O Salão de Artesanato da Paraíba conta com a participação de cerca de 400 artesãos de mais de 70 cidades paraibanas. Para a gestora do Programa de Artesanato Paraibano (PAP), Lu Maia, este programa visa dar estímulo ao artesão e a artesã de forma que eles consigam aumentar e escoar suas produções. “É através deste salão que eles têm a oportunidade de vender seus produtos, não só para dentro do Estado, mas também para turistas de todo o país e do mundo. E vale enfatizar que o Governo do Estado, por meio de diversas secretarias, vem apoiando e realizando ações que objetivam o crescimento do artesanato da nossa Paraíba”, concluiu.

    Já o superintendente do Sebrae-PB, Walter Aguiar, ressaltou a relevância da parceria com o Governo do Estado neste projeto. “O Sebrae se sente muito honrado em colaborar com esse processo de valorização e incentivo do nosso artesanato. Este Salão oferece a possibilidade de mostrar que os artesãos têm competitividade e merecem destaque nacional. Estamos juntos neste desafio de gerar condições para que a Paraíba ganhe mais espaço nesta área”, finalizou.

    Durante a abertura do salão, houve ainda o desfile de lançamento do Projeto Moda PAP, que visa dar mais visibilidade às roupas feitas com algodão colorido na Paraíba. O estilista mineiro João Pimenta veio ao Salão para conhecer de perto o algodão produzido no Estado. “A próxima coleção de moda masculina que vou lançar no segundo semestre deste ano será toda feita com esta matéria-prima tão nobre e de grande potencial em todo o Brasil”, disse Pimenta.

    “Resolvi visitar o Salão de Artesanato porque admiro o trabalho desenvolvido pelos artesãos e gostei bastante da estrutura e dos estandes montados. Tenho várias peças feitas de algodão e aqui é uma oportunidade de conhecer novos objetos”, falou a cearense Telma Siebra.

    A artesã Valderez Tavares trabalha há cinco anos com algodão colorido. Para expor no Salão, ela trouxe diversas bonecas e afirmou que está satisfeita com o evento e com a receptividade do público.

    O Salão de Artesanato pode ser visitado, diariamente, das 14 às 21 horas, possuindo refeitório para artesãos e equipe de trabalho, ouvidoria, curadoria, sala de emergência, sala de imprensa, praça de alimentação e palco para as apresentações culturais. O local tem uma estrutura de aproximadamente 1300m de estandes, preenchidos por artesãos que trabalham com algodão colorido, argila, renda, entre outros.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here