Assembleia da Federação Paraibana termina com briga entre dirigentes

    0

    A reunião da assembleia geral da Federação Paraibana de Futebol, que foi realizada nesta terça-feira, só foi encerrada à noite, e num clima para lá de tenso. Com xingamentos e início de briga, que só não se prolongou por causa da famosa “turma do deixa disso”, que separaram os brigões. A reunião foi convocada pela nova direção da FPF, que pretendia fazer uma reforma estatutária, e contava com a presença dos presidentes de clubes profissionais e amadores e ligas amadoras da Paraíba.

    Assembleia da Federação Paraibana termina com briga entre dirigentes
    Tirone não gosta de declarações de Watteau e se indigna (Foto: Marcos Lima)

    O problema é que na reunião estavam presentes Watteau Rodrigues e Tirone Gomes. O primeiro é o presidente do Auto Esporte, clube profissional que foi pivô da ação judicial que destituiu à ex-presidente Rosilene Gomes depois de 25 anos no cargo. O segundo é o presidente do clube amador do ABC e filho da ex-presidente. O primeiro defendia as mudanças estatutárias, que incluía o fim das reeleições indefinidas para presidente da entidade, o segundo era contra e, pelo menos neste primeiro momento, venceu a disputa.

    O atual presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, não quis comentar a briga. Mas resumiu seu sentimento com a assembleia, que rejeitou suas ideias:

    – Estou decepcionado – limitou-se a dizer, prometendo falar mais detalhadamente sobre o caso no início da tarde desta quarta-feira.

    A reportagem tentou conversar com os dois envolvidos na briga, mas não conseguiu contato com nenhum dos dois. Dirigentes de outros clubes, contudo, que estavam na assembleia, relataram o que aconteceu.

    Watteau, na condição de presidente do Auto Esporte, foi o autor da ação que afastou Rosilene Gomes da FPF, pondo fim a uma “dinastia” de 25 anos à frente da entidade. E durante a assembleia, ele aproveitou para criticar a antiga gestão.

    Assembleia da Federação Paraibana termina com briga entre dirigentes
    Confusão paralisa a reunião e deixa o clima tenso (Foto: Marcos Lima)

    Segundo relatos, ele teria elogiado o presidente Amadeu Rodrigues por provocar uma reunião que mude o estatuto, mas acabou fazendo duras críticas à gestão anterior, classificada por ele como “ditatorial, sem transparência e sem legitimidade”.

    Tirone, filho de Rosilene, não teria gostado das declarações. Interrompeu Watteau e mandou ele descer do palanque. Com a discussão que se seguiu, Tirone teria tentado agredir Watteau, mas acabou sendo retido pelo seu irmão, Sandro Gomes.

    Depois dos ânimos terem sido acalmados, contudo, um novo acirramento, e, mais uma vez segundo os relatos dos presentes, Tirone teria tentado uma segunda vez agredir Watteau, exigindo respeito à sua mãe e iniciando nova confusão.

    – Foi uma cena lamentável – resumiu Marcos Lima, jornalista que é presidente do Kashima (equipe que atua mais no futebol feminino).

    Assembleia da Federação Paraibana termina com briga entre dirigentes
    Tirone acabou sendo levado a força para fora da sala de reunião (Foto: Marcos Lima)

    As informações são do Globo esporte PB.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: redacao@paraibaja.com.br

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here