Arquivamento da CPI da Lagoa “premia corruptos”, diz líder da oposição na CMJP

0

A bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), usou todas as armas que tinha para tentar implantar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigaria o suposto desvio de R$10 milhões, da obra de revitalização do Parque Solón de Lucena (Lagoa). Apesar de todo o esforço da oposição, o presidente da Casa, Durval Ferreira (PP), após recorrer a justiça, conseguiu na tarde de ontem (24), derrubar a liminar do juiz Marcos Sales, que determinava a instalação da CPI.

O líder da oposição, Renato Martins (PSB), não se conformou e não poupou criticas a decisão. Para o vereador, a determinação de arquivamento da CPI da Lagoa, é um retrocesso no combate a corrupção e é uma premiação aos corruptos.

“Desserviço a democracia e uma marcha à ré no combate a corrupção. Recorreremos iremos lutar pelos nossos direitos de agir como vereadores de luta que cumprem com suas funções. Decisões como estas privilegiam arrumadinhos e inercias que sabotam a república e premiam corruptos”, reprovou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here