Ariano quer concorrer a presidência da FPF e critica gestão de Rosilene

    0

    A notícia não chega a ser novidade, mas agora é oficial. Integrante da Junta Provisória da Federação Paraibana de Futebol, Ariano Wanderley admitiu pela primeira vez em público que vai mesmo apresentar chapa para ser presidente da Federação Paraibana de Futebol, nas eleições internas que devem acontecer em dezembro. A declaração do dirigente aconteceu durante palestra nesta quarta-feira no 1º Seminário Pensando o Futebol Profissional da Paraíba, que vem acontecendo desde ontem no Campus João Pessoa da Universidade Estadual da Paraíba.

    “Eu quero de verdade continuar. E fazer a coisa mais democrática possível em prol do futebol e dos clubes paraibanos. Porque eu estou ali (na FPF) para somar e para ajudar a todos os que fazem o esporte no Estado”, declarou Ariano.

    Ele aproveitou a oportunidade para fazer duras críticas à ex-gestão da entidade, que por 25 anos ficou a cargo da ex-presidente Rosilene Gomes. De acordo com Ariano, a antiga gestão usava a entidade em benefício próprio e atuava sempre de forma autoritária.

    Colocando assim a Junta como uma espécie de divisor de águas na história da FPF, ele disse que espera ser conduzido à presidência da entidade. Mas ponderou que mesmo se não for eleito, o futuro presidente não poderá voltar ao passado.

    “Neste período conseguimos muitos avanços para os clubes. E ninguém regride em direitos adquiridos. Por isto eu tenho certeza que o tempo do chicote acabou. Nenhum filiado da FPF vai aceitar voltar ao passado”, disse.

    Globo Esporte Paraíba

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]