Aqueles que latem grosso contra nós, miam fino diante de corruptos, diz PT da PB

0

Na última semana, o Partido dos Trabalhadores da Paraíba, durante reunião da Executiva Estadual, elaborou e aprovou uma nota sobre os ataques sofridos pela imprensa local. O documento destaca a liberdade de expressão, porém, repudia as “constantes tentativas na imprensa local de generalizar ao conjunto dos filiados do PT os erros de alguns poucos filiados do partido”.

Leia nota na íntegra:

Aqueles que latem grosso contra o PT, miam fino diante das grandes oligarquias corruptas e golpistas

Os 13 anos de governo do Partido dos Trabalhadores, ora interrompidos por um golpe de Estado, melhoraram significativamente as condições de vida em nosso país. Muitos são os indicadores econômicos e sociais que confirmam esta nova realidade. Basta dizer que, foi durante nosso governo que o Brasil deixou de fazer parte do Mapa da Fome Mundial, segundo a ONU.

De igual modo, foi nosso governo quem fortaleceu as instituições e legislações de controle e fiscalização no combate a corrupção. Aliás, a primeira iniciativa do governo golpista foi desmontar a CGU, que atuou com independência e status de ministério durante os governos do PT. São hipócritas, cínicos e mentirosos aqueles que se esforçam de maneira desonesta para criminalizar o Partido dos Trabalhadores. Aqueles que na imprensa, à serviço de suas fontes de renda, declaradas ou não, latem grosso contra o PT, miam fino diante das grandes oligarquias corruptas. São essas mesmas oligarquias que se reproduzem a partir dos vícios do sistema político, transformando seus filhos em netos de ilustres desconhecidos em parlamentares.

À revelia do debate rasteiro e desqualificado que se verifica em ruidosos setores da imprensa local, a história do PT está umbilicalmente ligada à defesa da democracia. Por isto, para nós a liberdade de imprensa e liberdade de expressão são direitos inalienáveis e inegociáveis. Não há neste país, nenhuma pessoa séria que afirme que nosso governo teve quaisquer posturas inoportunas ou de cerceamento da livre imprensa.

Acreditamos que todos os direitos democráticos devem ser exercidos com compromisso com a democracia. Repudiamos as constantes tentativas na imprensa local de generalizar ao conjunto dos filiados do PT os erros de alguns poucos filiados do partido. A criminalização de partido, ou seja, do que representa suas ideias e programas, é o elemento mais visível e imediato de um legado autoritário em nosso país. São fascistas aqueles que tentam criminalizar os que pensam diferente, e fascistas não podem e nem devem ser tratados como cidadãos comprometidos com o bem comum e com os valores democráticos.

Em nome da verdade, qualquer pessoa que cometer ilícitos deve ser punida nos termos da lei, seja do PT ou de qualquer outro partido. Porém, o silêncio complacente e a indignação seletiva de alguns “comunicadores” – usando aspas em respeito aos verdadeiros comunicadores – diante de comprovados casos de corrupção que envolvem partidos da direita, sobretudo o que estão promovendo o atual golpe, comprovam as relações promiscuas entre arcaicas oligarquias e seus lacaios na imprensa.

Talvez um simples cruzamento entre o padrão de vida de alguns replicadores e suas declarações de Imposto de Renda de Pessoa Física à Receita Federal explicasse determinados comportamentos raivosos contra o PT.

Ressaltamos a importância que tem para a democracia os verdadeiros e verdadeiras profissionais da imprensa, mesmo que não tenham convergência com nossas ideias.

Um dos erros de nosso governo foi não ter mobilizado à sociedade para debater a fundo a democratização dos meios de comunicação em nosso país. Na Paraíba, já houve casos em que um sistema de comunicação, no uso de uma concessão pública, exibiu cenas de violência sexual contra uma adolescente.

Para nós do PT, é democrático e desejável que os veículos de comunicação tenham bem definidas suas linhas editoriais e, inclusive, possam se posicionar diante de qualquer pauta quando assim acharem oportuno. Porém, devem ter a decência de reconhecer e tratar com o devido respeito o pensamento contrário. Desejamos uma imprensa verdadeiramente livre e esta liberdade deve começar a partir de suas relações com as verbas publicitárias dos Poderes constituídos.

Não podemos aceitar que pseudoprofissionais, sem nenhuma qualificação moral – independente de sua formação acadêmica – que se fizeram existir na imprensa por meio da bajulação a políticos tradicionais, estes sim, comprovadamente corruptos, maculem nossa história e a dignidade de nossa militância.

O Partido dos Trabalhadores na Paraíba já está adotando, a partir de sua assessoria jurídica, as providências cabíveis diante das últimas calunias e danos morais coletivos causados ao partido por um radialista local na última semana. Optamos por não registrar seu nome neste documento, porque, tão logo o referido lacaio não seja mais útil àqueles que o pagam, estará de volta ao anonimato.

Por fim, qualquer um dos 35 mil filiados e filiadas que individualmente se sentirem agredidos pela verborragia mentirosa do referido “profissional” poderá contar com nosso apoio.

João Pessoa, 13 de maio de 2016

Partidos dos Trabalhadores

Comissão Executiva Estadual

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here