“Na minha casa também tem goteira”. Esse foi o argumento usado pelo vereador João Almeida (SD), na tentativa de defender o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), após as denúncias feitas pelo vereador Bruno Farias (PPS), sobre o teto de creche Diotília Pereira ter caído após as chuvas desta semana.

“Estão querendo colocar um problema da natureza, que é o mofo e de goteira, que lá na minha casa tem, mesmo com menos de dois anos de construída, tem goteira e o gesso também caiu”, explicou.

O parlamentar também pediu que fosse feito um comparativo com a saúde pública no Brasil, que está na “UTI”, pois todos os problemas da saúde em João Pessoa “não são inerentes a falta de gestão” de Cartaxo, e sim um problema nacional. João ainda na tentativa de defender o prefeito da Capital, colocou a culpa de alguns problemas encontrados nas USfs no Governo do Estado.

“O poder público apesar de ter a obrigação de competência, não tem a obrigação da onipresença. Muitas das fotos mostradas foram de vândalos e o vandalismo cabe ao Governo do Estado conter. A falta de segurança pública é do Estado, não da Prefeitura”, defendeu.

Problemas estruturais já existiam na creche

O teto do berçário do Centro de Referência em Educação Infantil (Crei) Diotília Guedes Pereira, na Rua das Trincheiras, em João Pessoa, desabou, na madrugada desta terça-feira (30). O dano é consequência das chuvas nos últimos dias. O Crei é de responsabilidade da Prefeitura de João Pessoa (PMJP).

A denúncia foi feita pelo vereador Bruno Farias (PPS) que esteve no local e viu a situação precária do prédio.  “Percorremos alguns espaços desse Crei e podemos observar que as condições dessa instituição de educação infantil que acolhe crianças é muito precária. Precária no que tange aos banheiros, no que tange aos berçários. De modo que é preciso que uma ação urgente seja feita aqui. Prefeito, respeite e acolha nossas crianças”, relatou.

No Crei, 96 crianças (entre 0 e 5 anos) estão regularmente matriculadas, recebendo o apoio pedagógico de profissionais que se dedicam a oferecer o melhor para a educação infantil. Porém, mesmo com sua importância, é de causar espanto a precariedade das instalações que as crianças são submetidas.

De acordo com relatos, é perceptível a falta de manutenção do prédio. Os banheiros e o refeitório estão com infiltrações, as instalações elétricas e hidráulicas estão comprometidas, as paredes têm mofo e rachaduras. Brinquedos, como o balanço que fica na área externa, enferrujados. A mobília é velha. E os berços? Quase que sobrepostos uns aos outros; Uma estrutura física que põe em risco a vida das crianças que frequentam o espaço.

A manutenção dos Centros de Educação são de responsabilidade da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), e vendo o caso do Diotília nota-se que há pouca atenção por parte da prefeitura para com os centros de educação municipais.

Veja imagens do interior da creche:

Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"Após teto de creche cair, vereador de JP ameniza: "na minha casa tem goteira"

Comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here