Irregularidades: Justiça suspende eleições para Conselhos Tutelares da Capital

    0

    A Justiça decidiu suspender as eleições para os Conselhos Tutelares de João Pessoa por conta de suspeitas de ilegalidade nos procedimentos do processo eleitoral dos novos conselheiros. O juiz da 6ª Vara Civil da capital paraibana, Aluízio Bezerra, decidiu conceder uma liminar para adiar o pleito.

    O juiz decidiu aceitar o pedido de um grupo de conselheiros que pediu a suspensão do pleito alegando que houve irregularidades na elaboração do edital e formação da comissão que acompanha as eleições.

    “O que tem nos autos é que a coordenadora do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de João Pessoa (CMDCA) elaborou o edital, escolheu a comissão eleitoral e depois se candidatou mesmo estando ainda no cargo. Isso é ilegal”, esclareceu o juiz. Caso a decisão judicial não seja cumprida, o CMDCA poderá arcar com multa diária no valor de R$ 1 mil.

    Na liminar, Aluízio Bezerra informou ainda que o processo foi encaminhado ao Ministério Público para que o caso seja apurado e intimou ainda a coordenadora do CMDCA e um representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedes) a informar à Justiça a comprovação de providências sobre o caso em um prazo de até 10 dias.

    “Mesmo que a coordenadora tenha se afastado do cargo, o processo eleitoral está irregular porque ela que organizou a comissão e depois se candidatou”, complementou o magistrado.

    O vice-presidente da Comissão Eleitoral dos Conselhos Tutelares da capital, Renato Bonfim, informou que o órgão não foi comunicado oficialmente sobre a liminar e, por isso, preferiu não comentar o assunto. As informações são do G1/PB.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here