Após denúncias da CGU, auditoria do TCE-PB também constata irregularidades na Lagoa

0

Após a Controladoria Geral da União (CGU) apontar um desvio de quase R$ 10 milhões na obra de revitalização do Parque Solon de Lucena – Lagoa, o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) acaba de levantar novas suspeitas contra os serviços executados pela Prefeitura Municipal de João Pessoa. A mais nova denúncia sobre a obra foi revelada pelo portal ClickPB.

A obra da Lagoa também está na mira do Ministério Público Federal (MPF) e da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), que a qualquer momento pode instalar uma CPI para apurar a denúncia contatada pela CGU.

Leia abaixo a matéria completa publicada pelo portal:

TCE cobra explicações da Prefeitura de JP por desviar dinheiro da Lagoa para obras no Valentina

A Prefeitura está desviando dinheiro das obras da Lagoa para outras obras da Capital, no bairro do Valentina. A constatação foi da auditoria do Tribunal de Contas do Estado, que deu um prazo de 30 dias para que o secretário de Infraestrutura da Capital, Cássio Andrade, explique as irregularidades apontadas em licitação destinada a realizar obras públicas nos bairros de Valentina Figueiredo e Mangabeira. O conselheiro Fernando Catão expediu Medida Cautelar, homologada, por unanimidade, na última sessão da 1ª Câmara Deliberativa.

Segundo o relator, o órgão de instrução do TCE, com base na documentação encartada nos autos, elaborou relatório, sugerindo a notificação do gestor, diante das irregularidades apontadas no processo, citando a ausência da solicitação da Unidade competente para a abertura da licitação, envio fora do prazo do contrato e justificativa da fonte de recursos para a licitação ser o Contrato de Repasse nº 100353418/2012, Ministério das Cidades/ Caixa, “uma vez que o mencionado acordo prevê que os recursos devem ser aplicados no Parque Solon de Lucena, conforme o Plano de Trabalho”.

O relator disse,ainda, que mesmo notificado pelo Tribunal, o secretário não apresentou as justificativas. O processo licitatório envolve a Concorrência nº 703/2014, oriunda da Seinfra, tendo por objeto a seleção de empresa para Construção da ligação entre as ruas Celita Lira Portela com a Rua Abel B. de Lima/Rua Teotônio de Souza no Valentina/Mangabeira, em João Pessoa. O processo teve como vencedora a empresa A3T Construção e Incorporação Ltda.

O outro lado

O secretário da Seinfra, Cássio Andrade, explicou que o convênio da Prefeitura com o Governo Federal, no valor de aproximadamente R$ 41 milhões, previa a utilização em dois projetos: da Lagoa e das pontes. Desse montante, R$ 37 milhões seriam para as obras da Lagoa e R$ 4 milhões para a construção de quatro pontes.

De acordo com Cássio Andrade, a PMJP chegou a realizar licitação para as obras das pontes, mas como o Governo Federal deixou de empenhar R$ 10 milhões dos recursos do convênio, o processo licitatório foi cancelado. “Resolvemos não iniciar as obras para não ter que parar”, argumentou o gestor.

Cássio Andrade adiantou ainda que como não havia recursos para as obras das pontes, foi solicitado ao Ministério que o saldo remanescente fosse utilizado em pavimentação de ruas, cerca de R$ 3 milhões.

 

 

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here