Após Cássio pedir troca de governo, PT reage: “ele é autoritário e demagógico”

    2

    A arrogância perdeu força. O presidente estadual do PT e pré-candidato a prefeito de João Pessoa Charliton Machado rebateu as críticas do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que afirmou em entrevista à imprensa nacional de que, a solução para a crise no país seria a troca de governo. Ele também avaliou a legenda tucana como arrogante e elitista.

    “O problema de Cássio é que ele quer antecipar o calendário de 2018 e isso não tem condição. O PSDB não tem um projeto no Brasil, morre com um grande problema político nacional, ele não tem um programa de sociedade, tem um programa de golpe. Então ele tem sofrido todas as derrotas de quatro eleições consecutivas para presidente, tem sofrido derrotas no judiciário, tem sofrido derrotas na sociedade, do ponto de vista do respeito. Cássio tem que entender que eles perderam força na sociedade brasileira, a arrogância elitista, o conservadorismo no PSDB”, disse.

    E criticou a atitude do PSDB de pedir extinção do Partido dos Trabalhadores. “A primeira aposta para a democracia é defender a democracia, a partir do momento em que o PSDB abdica de defender a democracia, ele não tem mais nada a dizer ao Brasil. O exemplo foi o próprio líder do PSDB que entrou com um pedido de extinção do PT, olha que absurdo? Só é possível ganhar do PT se o PT não participar de uma eleição. É uma aposta de quem tem dor de cotovelo, e no caso do senador Cássio Cunha Lima foi uma dupla derrota, ele foi derrotado nacionalmente e foi derrotado no Estado, e uma das questões que ajudou a derrotar o senador foi a aliança do PT e do PSB em 2015. Ele pode fazer esse debate de maneira respeitosa com a democracia”, afirmou.

    “Na verdade, Cássio era consagrado como alguém intocável do ponto de vista eleitoral. A sua derrota nas eleições de 2014 demonstrou não só a sua fragilidade eleitoral, mas também das ideias da Paraíba. Foi um governo ruim, desorganizado, patrimonialista, conservador, que esteve a serviço de pequenos grupos, teve a oportunidade de mudar o Estado por duas vezes, foi prefeito de Campina, e nós não temos no grupo Cunha Lima o símbolo da mudança para o povo da Paraíba, porque eles perderam a oportunidade. Cássio ainda é jovem, mas as ideias de Cássio são velhas, pois não cabem em nenhum lugar da democracia. Ele não serve como alternativa política aqui. Ou ele se renova do ponto de vista das ideias, ou ele continuará sendo o Cássio autoritário, o Cássio demagógico, o Cássio que sempre fez um governo pautado no interesse de pequenos grupos”, opinou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here