Após atacar Dilma, Cássio tenta se desculpar com Lula, que rejeita falar com paraibano

2

Reportagem publicada nesta terça-feira (14) pelo site Congresso em Foco revela que o vice-presidente do Senado Federal, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), teria ligado três vez para o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) para tentar se desculpar pelos ataques que fez a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), durante a solenidade de inauguração do Eixo Leste das obras da transposição do rio São Francisco, ocorrida na última sexta-feira (10), na cidade de Monteiro, no Cariri paraibano.

Leia também:

Transposição: Cássio se irrita, ataca Dilma e chama manifestantes de “inocentes úteis”; veja vídeo

A reportagem revela, ainda, que o ex-presidente Lula teria se negado a conversar com o senador paraibano. “De acordo com informações de bastidores obtidas pelo Congresso em Foco, Cássio Cunha Lima tentou falar três vezes por telefone com Lula para tentar amenizar o tom de seu discurso. Mas o ex-presidente não atendeu nem retornou as ligações”, diz trecho da matéria.

Irritado com o protesto organizado por um grupo de jovens durante a inauguração da obra em Monteiro, o senador Cássio não poupou críticas a ex-presidente Dilma e tachou o seu governo como o mais “corrupto da história. O tucano ainda chamou os manifestantes de “inocentes úteis” e os acusou de serem contra a transposição.

Reinauguração da obra

A matéria publicada pelo Congresso em Foco destaca também que o Eixo Leste da transposição será novamente inaugurado no próximo domingo (19), desta vez pelo ex-presidente Lula, responsável pelo início da obra.

“O trecho leste da transposição do Rio São Francisco será inaugurado pela segunda vez em dez dias. Os ex-presidentes Lula e Dilma vão ao município de Monteiro (PB), no próximo domingo (19), para repetir o ato oficial protagonizado pelo presidente Michel Temer na última sexta-feira (10). O objetivo dos petistas é rebater o discurso do atual governo sobre a ‘paternidade” da obra. O palanque terá ainda o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que, assim como Lula, é pré-candidato à Presidência em 2018”, enfatiza a reportagem.

Clique aqui ou leia abaixo a matéria completa:

Lula, Dilma e Ciro vão “reinaugurar” obra entregue por Temer

O trecho leste da transposição do Rio São Francisco será inaugurado pela segunda vez em dez dias. Os ex-presidentes Lula e Dilma vão ao município de Monteiro (PB), no próximo domingo (19), para repetir o ato oficial protagonizado pelo presidente Michel Temer na última sexta-feira (10). O objetivo dos petistas é rebater o discurso do atual governo sobre a “paternidade” da obra. O palanque terá ainda o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), que, assim como Lula, é pré-candidato à Presidência em 2018.

O palanque é organizado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), que na semana passada, mesmo na presença de Temer, agradeceu aos dois ex-presidentes e a Ciro Gomes pela realização das obras. “Não poderia deixar de me reportar ao governo que Vossa Excelência (Michel Temer) fez parte, o governo da presidenta Dilma Rousseff. A presidenta foi responsável pelo pagamento de 70% dessa obra. […] É preciso relembrar as coisas a quem deixar de lembrar do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presidente que iniciou essa obra”, disse em seu discurso.

A inauguração foi marcada por protestos contra Temer. Também presente ao evento, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) saiu em defesa do peemedebista. O senador disse que Lula deu início às obras, mas que sua conclusão dependeu da “determinação” do atual presidente. O tucano afirmou, ainda, que aqueles que contestavam a ida de Temer à Paraíba “são os mesmos que, cumprindo o papel de inocentes úteis, se colocam contra a obra, contra a conquista do povo do Nordeste”.

De acordo com informações de bastidores obtidas pelo Congresso em Foco, Cássio Cunha Lima tentou falar três vezes por telefone com Lula para tentar amenizar o tom de seu discurso. Mas o ex-presidente não atendeu nem retornou as ligações. A assessoria do petista não confirma a informação. Já a do tucano ainda não respondeu à reportagem.

A nova inauguração do trecho leste contará com a presença do militantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), de sindicatos e pastorais. O ato será realizado em data especial para os moradores da região: Dia de São José. Na crença dos sertanejos, quando chove nessa data, renovam-se as esperanças por dias mais chuvosos na região do semiárido nordestino.

Além dos políticos, o evento terá um ato religioso com o padre Djacy Brasileiro – defensor do projeto e organizador de diversos protestos pela transposição ao longo dos últimos anos. A última visita de Lula no estado foi em 2012. Na ocasião, o petista foi pedir votos para o atual prefeito, Luciano Cartaxo (PSD), que na época era do PT, mas atualmente se opõe ao partido.

Na sexta, em sua passagem por Campina Grande, Temer afirmou que ninguém poderia requerer o papel de “pai” da transposição. “Eu não quero a paternidade desta obra. Ninguém pode tê-la. A paternidade é do povo brasileiro e do povo nordestino. Vocês é que pagaram impostos ao longo do tempo, vocês é que permitiram que pudéssemos fazer grandes investimentos nessa obra, que cada vez mais está sendo festejada”, afirmou.

O trecho inaugurado tem 217 quilômetros de tubulações e seis estações de bombeamento e também beneficia o estado de Pernambuco. As obras do Eixo Leste prometem levar água a 168 municípios dos dois estados, beneficiando 4,5 milhões de pessoas. Após a conclusão do Eixo Norte, que já tem 94,5% das obras concluídas, 12 milhões de nordestinos deverão ser alcançados pela transposição do São Francisco.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

  1. Claro que agora tudo mundo quer ser dono da obra , ate quem ta sem mandato. mas se acontecer alguns erros na obra todos saem de fininho mas Na verdade ninguém é dono da obra, isso é um patrimônio publico é de tudo mundo e não é de ninguém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here