Apesar do povo reclamar da frota, DER diz que intensificou fiscalizações em Bayeux

    0

    Ao que parece, os problemas de acessibilidade no transporte público de Bayeux não terão uma solução a curto prazo, pois, de acordo com informações do diretor de planejamento do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), José Arnaldo Souza Lima, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado entre a Promotoria de Bayeux e a empresa Metro, em 2014, e ficou determinado que a empresa deveria instalar os elevadores em nove ônibus da sua frota.

    Leia mais:

    População de Bayeux denuncia irregularidades no transporte público

    Ônibus: Bayeux tem maior número de reclamações; multa máxima é de R$ 350

    Solução para transporte público em Bayeux é cassar concessão de empresa

    Empresa negligente, MPPB omisso e lei é desrespeitada em Bayeux

    Prefeito garante construção de paradas de ônibus adaptadas para cadeirantes

    Em entrevista ao Paraíba Já, ele afirmou que a responsabilidade agora é do Poder Executivo de Bayeux. Apesar do transporte público intermunicipal não ser da competência da prefeitura, José afirmou que é preciso construir as plataformas nas paradas dos ônibus da cidade para que os elevadores possam baixar e os cadeirantes possam ter acesso.

    “Houve um TAC em 2014 com a promotora de Bayeux e a empresa com a participação do DER, e ficou determinado que a empresa deveria instalar os elevadores para cadeirantes em nove ônibus de sua frota. Agora, não está funcionando porque a prefeitura de Bayeux ficou de fazer as plataformas nas paradas de ônibus e não foi feito. Os ônibus não podem parar nos pontos e baixar os elevadores pois faltam as plataformas”, explicou.

    Apesar de Ricardo Queiroz, da Divisão de Operação e Fiscalização do DER, ter afirmado anteriormente que a frota de ônibus de Bayeux ter um alto índice de reclamações, José Arnaldo relatou que as fiscalizações da empresa Metro são feitas periodicamente, e que os ônibus que não oferecem segurança a população são retirados das ruas.

    “O DER periodicamente fiscaliza não só os nove ônibus, mas toda a frota. No máximo há um mês nós fizemos uma fiscalização na empresa Metro que conta com uma frota de 28 ônibus. E os ônibus que não estão oferecendo segurança a população, nós tiramos de circulação. E os elevadores para cadeirantes dos ônibus estão funcionando, só não tem a plataforma para baixar”, declarou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here