Recorde: Dólar se mantém acima de R$ 4 e volta a fechar no maior valor da história

    0

    Após abrir em queda, o dólar comercial inverteu a tendência e passou a subir, fechando com valorização de 2,28% nesta quarta-feira (23), a R$ 4,146 na venda. É o maior valor de fechamento desde a criação do Plano Real, em 1994.

    É a quinta alta seguida do dólar. Nas últimas cinco sessões, a moeda dos EUA acumula alta de 8,14% em relação ao real. Somente neste ano, o dólar já avançou 55,94%. Em 12 meses, a moeda dos EUA acumula alta de 72,25% (valia R$ 2,407 em 23 de setembro de 2014).

    Devido ao forte avanço do dólar, o Banco Central intensificou sua atuação no câmbio. O BC vendeu no início da tarde 4.400 swaps cambiais (equivalentes à venda futura de dólares) da oferta de até 20 mil. Realizou também dois leilões de venda de dólares com compromisso de recompra, com oferta de até US$ 4 bilhões de no total. Nesta quinta-feira (24), fará outra oferta de até 20 mil swaps cambiais. Os leilões, segundo assessoria de imprensa do BC, não são para rolar contratos já existentes.

    Desde abril, o BC não fazia leilão de swap sem ser para rolagem. Mesmo com a maior intervenção, a alta do dólar não cedeu.  “Uma atuação como essa deveria segurar um pouco, mas a volatilidade está muito grande”, resumiu o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho, à agência de notícias Reuters. “O mercado está perdido e corre para o dólar”.

    Além disso, o BC deu continuidade à rolagem dos swaps cambiais que vencem em outubro, vendendo a oferta total de até 9.450 contratos. Ao todo, já rolou o equivalente a US$ 7,179 bilhões, ou cerca de 76% do lote total, que corresponde a US$ 9,458 bilhões. Os leilões de rolagem servem para adiar os vencimentos de contratos que foram vendidos no passado.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here