Ao menos 26 vices romperam com prefeitos e prometem oposição em 2016

    0

    O rompimento com o vice não é um privilégio da presidente Dilma Rousseff (PT), que logo após que o seu pedido de impeachment, seu vice Michel Temer (PMDB), viu a oportunidade de assumir o cargo, escreveu uma carta direcionada a presidente com todas as suas insatisfações.

    Aqui na Paraíba esse tipo de comportamento não é novidade. Ao menos 26 vices romperam com seus prefeitos. E muitos deles ainda pretendem disputar as eleições de 2016 ou apoiar a oposição.

    Em Bananeiras, uma carta do vice-prefeito Matheus Bezerra (PMDB), aberta à população, também foi usada para anunciar o rompimento com o prefeito Douglas Lucena (PSB). O vice ainda afirmou que irá disputar as eleições para a prefeitura da cidade em 2016.

    Matheus Bezerra respondeu fazendo críticas políticas de administrativas a Douglas Lucena, o peemedebista  ainda salientou o projeto que o partido tem em fazer o maior número de prefeitos possíveis “Com entusiasmos próprio dos mais jovens, uma personalidade marcada por honestidade e propósitos, determinação, coragem  e vontade de trabalha pelo povo, aceito o pedido dos meus amigos, companheiros lideranças e correligionários e coloco-me como pré-candidato da minha amada Bananeiras”, afirmou Bezerra.

    Em Puxinanã, no Agreste, o rompimento entre o vice- prefeito Marcos Antônio Araújo (PSB) foi decretado depois que a prefeita Lúcia Aires, trocou a legenda do PSB pelo PSDB. ” Ela Mudou de lado, mas eu continuo no partido, ao lado do governador e do povo de Puxinanã. serei candidato a prefeito no próximo ano para o que der e vier”, afirmou Marcos

    Em Souza, o vice-prefeito José Célio  (sem partido) rompeu com o prefeito André Gadelha (PMDB), desde as eleições de 2014 quando apoiou a candidatura à reeleição do governador Ricardo Coutinho enquanto o peemedebista apoiou o tucano Cássio Cunha Lima (PSDB). José Célio também pretende disputar as eleições de 2016 contra Andre Gadelha.

    Em Nova Olinda, O vice-prefeito Idácio Souto (PMDB) acusa a prefeita Maria do Carmo de não cumprir acordos assumidos com ele, e rompeu politicamente com o grupo da prefeita. Idácio também pretende disputar o pleito de 2016 coma Maria do Carmo.

    Já na cidade de Santa Rita o drama entre o vice-prefeito Netinho de Várzea Nova e o prefeito Reginaldo Tavares, já é uma novela com vários capítulos. Os dois vem revezando a chefia da cidade desde março de 2014. Os dois usam alianças politicas para tentar afastar o outro do poder. Netinho de uniu a maioria dos vereadores para para chegar a prefeitura e ocupar o lugar de Reginaldo. Prefeito não deixou por menos e fez um acordo com a oposição e conseguiu tirar Netinho da cargo. Além do embate jurídico, eles também travam uma disputa política. No capitulo atual, Netinha está como prefeito e irá disputar as próximas eleições. Reginaldo já afirmou que também disputará a candidatura para o cargo do Executivo.

    O juiz Gustavo Procópio Bandeira de Melo, em uma das sentenças dada favorável a Netinho ele certificou que a maior questão que envolve Santa Rita não é verba orçamentária. “Existe uma ferrenha  guerra política, infelizmente levada para o  coração, ao arrepio da da necessária separação, entre o interesse público e o interesse privado/partidário de governante.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here