Anísio acredita que Lucélio é um bom nome para disputar a Prefeitura de Cabedelo em 2016

    0

    O nome de Lucélio Cartaxo, candidato derrotado a senador pelo PT nas eleições deste ano, está credenciado para ocupar importante cargo no novo governo de Dilma Rousseff. Sua votação de mais de 500 mil votos também o permite para a disputa pela prefeitura de Cabedelo em 2016. A avaliação é do deputado estadual Anísio Maia.

    O parlamentar petista destacou que Lucélio Cartaxo fez um excelente trabalho à frente da CBTU em João Pessoa e que os VLTs que começam a chegar à capital são frutos de sua gestão.  De acordo o deputado, Lucélio abriu mão de ser eleito deputado federal para cumprir uma missão partidária e “digamos assim é uma carta que em qualquer jogo é muito bem vinda e exercerá muito bem o seu papel e eu defendo que ele nesse momento seja contemplado com um cargo importante no governo federal porque já mostrou valor eleitoralmente e também como executivo e essa é nossa expectativa”, declarou.

    O PT no governo do Estado – Anísio Maia adiantou que no próximo dia 18 o PT terá uma reunião para discutir a participação no governo Ricardo Coutinho. “Está decido que o PT participará do governo mas nós vamos discutir a forma dessa participação, vamos discutir o nosso diálogo com o novo governo, isso é o que vai ser importante, sempre de forma coletiva, debatendo um grande plano político-administrativo para a Paraíba”.  O petista ressaltou que o PT não vai priorizar a indicação de nomes do partido para cargos no governo, isto é secundário, revelou. “O principal é nossa contribuição para que a Paraíba possa crescer mais, qual vai ser nosso relacionamento com governo federal, que na minha opinião deve ser mais contundente”.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here