Análise: eleição na ALPB provoca a queda de mais um mito na política da Paraíba

    0

    A Paraíba viu neste domingo, 1º, a queda de mais um mito da política. Numa eleição prá lá de conturbada o deputado estadual, Adriano Galdino (PSB), de Pocinhos,venceu o até então imbatível Ricardo Marcelo (PEN), que estava sentado na cadeira a duas legislaturas e que fazia de tudo para continuar quebrando um princípio que rege as casas legislativas: a alternância do poder. Nas últimas eleições, outro mito, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), também foi derrotado nas urnas pelo socialista Ricardo Coutinho (PSB), tendo a Paraíba desmascarado mais um mito político, que aliás, demonstra não saber perder e entender a vontade da maioria.

    Com uma gestão marcada pela oposição ferrenha ao governador Ricardo Coutinho, Ricardo Marcelo com o poder da caneta e um orçamento mensal de R$ 20 milhões formou um núcleo de deputados aliados que tinham todos os privilégios em detrimento de uma minoria que durante os últimos quatro anos comeu o “pão que o diabo amassou”. Utilizou a generosa verba pública para “comprar” e cooptar jornalistas que se calavam diante das injustiças realizadas pela direção da casa. Atrapalhou como pode o governo do Estado como no caso do empréstimo para a Cagepa que ficou 9 meses tramitando na casa, ocasionando um grande prejuízo para o erário público.

    Nesta nova legislatura, mesmo em minoria, Ricardo Marcelo, com ares de um poderoso ditador impôs sua vontade ao impedir a votação por cédula, mesmo com a assinatura de 21 deputados, e os indícios de fraude no sistema eletrônico que sequer foi auditado pelos demais parlamentares e órgãos competentes. Situação que provocou a revolta que levou a atitude extrema do deputado Tião Gomes que desligou o sistema eletrônico e obrigou a realização da votação por cédulas afastando a possibilidade de fraude. Aliás, atitude que apesar de radical pode ter evitado uma fraude histórica diante do forma que a votação vinha sendo conduzida.

    No final, prevaleceu a vontade da maioria que não apenas elegeu Adriano Galdino para o biênio 2015/ 2016 como o deputado estadual Gervásio Maia para presidir a Casa no biênio 2017/2018. Com uma vitória apertada de apenas dois votos, Adriano Galdino, o vice-presidente, João Henrique, o 1° secretário, Nabor Wanderley e os demais membros da mesa têm a frente à frente a missão de contribuir, enfim, para ajudar na aprovação de projetos que sejam bons para a Paraíba e propor leis que beneficiem à população. De fazer o bom debate e imprimir uma gestão mais equilibrada, transparente e sensível as grandes demandas da Paraíba e do seu bravo povo. Missão que deve ser acompanhada atentamente pela sociedade paraibana.

    *Por Clóvis Gaião – Jornalista

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here