Ambulantes resistem à remoção e Sedurb selecionará quem deve trabalhar nas ruas

    0

    Na manhã desta quinta-feira (17), ambulantes de João Pessoa protestaram contra a remoção de suas barracas no Parque Solon de Lucena (Lagoa), no Centro. Depois de negociações entre a presidente dos comerciantes ambulantes, Márcia Medeiros e o secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), José Bezerra Pontes Filho, ficou definido que haverá avaliação para escolha dos ambulantes que terão permissão para trabalhar no local.

    Durante a manifestação, alguns ambulantes pediram que os lojistas fechassem os estabelecimentos, mas a Polícia Militar interviu. O ato concentrou-se entre as ruas Diogo Velho e Miguel Couto e o fluxo nas vias só foi liberado às 12h30.

    De acordo com os ambulantes, o prazo para desocupar o local era até o dia 31 de dezembro. A comerciante Gabriela Dias, que há dois anos trabalha nas ruas do Centro, reclamava de que não foi avisada. “Dependo disso para sobreviver, espero uma conversa para resolver a situação”, reclama.

    A presidente Márcia Medeiros destaca que os ambulantes estão abertos para negociação de um local para comercializar suas mercadorias, e que foi sugerido uma rua específica para a comercialização das mercadorias.

    “Houve uma reunião na Prefeitura pra que os comerciantes do beco dos sapateiros saíssem da localidade. Hoje pela manhã, os ambulantes receberam um comunicado que eles teriam que ficar caminhando, e eles não aceitaram. Fecharam as ruas, viemos para conversar, onde trouxemos a proposta de diminuir o tamanho da tela, diminuir os tamanhos das barracas até o dia 02 de janeiro, para analisar onde podemos ficar. Houve uma tentativa de remoção pela manhã, por isso houve esse conflito. Mas acabamos de negociar com o secretário Bezerra, onde vamos analisar quem do grupo pode ficar trabalhando por lá até o segundo dia do próximo ano. Infelizmente não poderá agregar todos, mas existe outra área que é na Miguel Couto. Fazemos uma reivindicação que seja destinada uma rua específica para vender nossos materiais”, disse.

    O secretário adjunto da Sedurb, José Bezerra Pontes ,afirma que a prefeitura não deseja que ninguém fique desempregado, mas que seja planejado os locais para o comércio informal. “Vamos liberar, agora vamos analisar porque tem pessoas que possuem mais de uma tenda, dessa forma já é empresário. Não queremos impedir ninguém de trabalhar, mas da forma que está é complicado para a população. Liberamos em parte, vamos fazer uma seleção. Os ambulantes poderão ficar, mas sem sombrinha, apenas uma tela. Agora se for comprovado que comerciantes estão com mais de uma tela, vamos recolher. Até o dia 02 de janeiro ficamos combinados assim, depois vamos sentar para analisar a situação e encontrar uma solução final. Os comerciantes estão nas calçadas da Miguel Couto, e impedem os pedestres de trafegar, houve uma reunião na secretaria e decidimos remover os ambulantes para a Frutuoso Barbosa, mas eles não aceitaram”, declarou.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: redacao@paraibaja.com.br

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here