Alunos que invadiram reitoria da UFPB gritam para Margareth: “assassina”

0

Alunos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) que organizam e apoiam a greve de fome na universiade, desde a semana passada, aos gritos, chamaram a reitora Margareth Diniz de “assassina” e “fujona”.

Leia mais:

Chico César presta solidariedade a alunos em greve de fome na UFPB
Reitora da UFPB e assessor denunciam invasão, vandalismo e agressão à PF
Estudantes da UFPB invadem prédio da reitoria, agridem assessor e PM é acionada
Reitora da UFPB diz que grevista passou mal por dispensar atendimento médico
Reitora da UFPB não compreende greve de fome: “um dos alunos é beneficiado”
Alunos da UFPB mantêm greve de fome e se reúnem para decidir ocupação da reitoria
Universitários fazem greve de fome em protesto contra precariedades na UFPB
UFPB é tão frágil quanto alunos que estão em greve de fome, diz vice-reitor

Os insultos aconteceram no momento em que a reitora foi libertada, após ter sido mantida como refém pelos estudantes. A negociação foi entre os alunos e a Polícia Militar.

Margareth prestou depoimentos, junto com assessores e professores, na sede da Polícia Federal. Os alunos teriam cometido ao menos três crimes: invasão de prédio público, quebra/depredação de objetos do patrimônio público e agressão contra funcionário público.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here