Assembleia Legislativa debate mobilidade urbana intermunicipal da Grande JP

    0

    A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quarta-feira (23), Sessão Especial com o objetivo de discutir a mobilidade urbana intermunicipal, com enfoque na situação do transporte público da Grande João Pessoa. A propositura foi do deputado Frei Anastácio e contou com a presença de representantes de diversas entidades do setor de transporte do Estado.

    De acordo com o deputado Frei Anastácio, a sessão foi pensada a partir de denúncias recebidas que muitos motoristas de transporte coletivo fazem dupla jornada e dirigem ao mesmo tempo que recebem as passagens. “Os empresários lucram com isso enquanto a qualidade dos ônibus permanece a mesma. A população é quem sai penalizada”, salientou.

    O parlamentar acrescentou que outro ponto grave a ser discutido é o transporte das pessoas com dificuldade de locomoção. “Não há preocupação dos empresários com pessoas com deficiência e idosos. Acaba sendo um tormento para elas se locomoveram via transporte coletivo e, por isso, discutimos hoje formas de cobrar ações que amenizem o sofrimento dessas pessoas ao pegar um ônibus”, garantiu.

    Para o diretor iinstitucionaldo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo de João Pessoa, Mário Tourinho, a instituição tem se empenhado na questão da acessibilidade. “De 400 veículos que circulam na Capital atualmente, 395 estão com acessibilidade e desde 2009 que todo o veículo que entra em circulação já estão adaptados”, resumiu.

    José Augusto Murosini, do Sindicato das Empresas de Transporte Intermunicipais da Paraíba, ressalta que as empresas tem avançado em alguns aspectos para beneficiar os cadeirantes. “Todo ônibus já sai de fábrica com elevador para transportar o deficiente para o interior do ônibus. Além disso, algumas empresas já contam com equipamento que dá a localização e o tempo estimado que o ônibus chega na parada”, explicou.

    O gerente operacional do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Fleming Cabral, falou sobre algumas obras que o Governo do Estado tem feito para facilitar o acesso da população a diversas cidades do interior. “Já recuperamos mais de três mil quilômetros de estradas e construímos mais mil quilômetros de novas estradas. O DER tem se empenhado para melhorar ainda mais a acessibilidade. Estamos aqui hoje para ouvir a população e levar as demandas para serem discutidas no órgão”, afirmou.

    A publicitária Carolina Vieira, cadeirante, destacou que desde 2003 existe uma lei que todos os ônibus em circulação no país para uso em transporte coletivo tem que ser adaptadas a pessoas com deficiência, mas 12 anos depois ainda tem veículo sem esse tipo de equipamento. Além disso, destacou que as plataformas dos ônibus não tem manutenção, os motoristas informam que o equipamento está quebrado e muitos os usuários ainda ouvem que o equipamento foi desligado para não funcionar.

    Para o conselheiro de Trânsito de João Pessoa, Elycarlos Aguiar, a cidade carece de sinalização. “Muitos motoristas que trafegam pelas ruas necessitam de placas indicativas para sinalizar os caminhos tanto para pontos turísticos quanto para descolamento entre os bairros. Além disso, seria importante que as faixas exclusivas de ônibus fossem também implantadas nos bairros para favorecer ainda mais o transporte público”, concluiu.

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here