Agora: CRM realiza nova fiscalização no Trauminha e não descarta interdição parcial

0

Teve início agora há pouco mais uma fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) ao Ortrotrauma de Mangabeira, o Trauminha. Mesmo após todos os prazos dados pela entidade terem sido encerrados e as prorrogações solicitadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) serem concedidas, nenhuma proposta para solucionar as irregularidades encontradas no hospital foram apresentadas ao Conselho, que resolveu fazer uma nova fiscalização. Uma interdição parcial na unidade de saúde não está descartada.

O CRM ainda decidirá quais setores poderão passar por uma interdição ética parcial. Este tipo de interdição não fechará o hospital em sua totalidade, apenas impedirá que médicos exerçam suas atividades em alguns setores.

Após a primeira fiscalização do CRM, foi dado à PMJP um prazo inicial de 30 dias, contado a partir de 4 de abril, para que as irregularidades fossem sanadas. No entanto, durante reunião realizada no último dia 16, a Prefeitura solicitou a prorrogação até o dia 27 de maio, porém, mesmo com o prazo estendido, não foi apresentada nenhuma resposta ao Conselho de Medicina.

Na fiscalização realizada pelo CRM, diversas irregularidades foram encontradas no Trauminha, entre as quais, falta de medicamentos para tratamento de infecções bacterianas, ausência de roupa hospitalar, insuficiência de equipamentos, superlotação de pacientes e problemas estruturais, como fissuras em paredes e banheiros sem portas.

Mais informações em instantes.

Com reportagem de Edilane Ferreira

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here