Agentes apreendem material ilícito que seria arremessado para dentro do Roger

    0

    Os agentes penitenciários da Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, popularmente conhecida como Presídio do Roger, apreenderam, no final da manhã desta terça-feira (25), materiais ilícitos que seriam arremessados por um adolescente para o interior da unidade. Foram 10 celulares, cinco carregadores e aproximadamente 300 gramas de maconha. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Infância e da Juventude da Capital.

    O secretário da Administração Penitenciária, Wagner Dorta, afirmou que estas ações estão acontecendo com uma frequência cada vez maior para a retirada e prevenção de entrada deste tipo de material nas unidades prisionais de todo o Estado, e agradeceu o empenho dos agentes penitenciários paraibanos. “Faço questão de enaltecer a atitude destes guerreiros que trabalham diuturnamente para o melhoramento constante do sistema prisional paraibano, aumentando a disciplina dentro das instituições prisionais e permanecendo atentos para estas possíveis incursões com o objetivo de burlar a segurança e adentrar materiais ilícitos em nossos presídios, demonstrando claramente o comprometimento da equipe que forma o sistema carcerário paraibano, e com isso, contribuindo para a segurança de toda a sociedade”, observou.

    Adiante, Dorta acrescentou: “Não vamos abrir mão do disciplinamento e da manutenção da ordem dentro do sistema prisional paraibano. Então, posso adiantar que estas operações terão continuidade em todo o Estado e serão intensificadas e ampliadas de acordo com a necessidade”.

    O diretor adjunto do Presídio do Roger, David Efraim, por sua vez, destacou o êxito das operações realizadas na unidade. “Como a Gerência do Sistema Prisional (Gesipe) e a Força Tática Penitenciária (FTPEN) ficaram responsáveis pelas audiências e pelas custódias de apenados, estamos tendo maior êxito com estas ações de combate à entrada de materiais ilícitos, inclusive estamos fazendo rondas internas intensas, evitando a prática destes atos ilícitos” pontuou.

    Entenda o caso

    O menor foi localizado em atitude suspeita no entorno do presídio por um agente penitenciário que passava pelo local. Ele avisou ao corpo da guarda, que, em parceria com a Polícia Militar, interceptou o menor, impedindo a entrada dos objetos ilícitos no interior da unidade, no horário em que os reclusos do pavilhão 5 estavam no banho de sol. Posteriormente, será aberto um procedimento de investigação para descobrir quais apenados receberiam estes objetos.

     

    Comente

    Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
    Facebook, Twitter e Youtube.

    Interaja com o Paraíba Já:
    WhatsApp: (83) 99373-4023
    E-mail: [email protected]

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here