Jovem que morreu no Cândida Vargas após dar à luz teve infecção generalizada

0

A adolescente de 15 anos que morreu no início do mês de março no Hospital Cândida Vargas teve uma infecção generalizada. Informações da delegada Joana D’arc, da Delegacia de Infância e Juventude, o que causou a morte da jovem foi septicemia, ou seja, uma infecção generalizada que pegou após dar à luz.

A delegada informou ainda que continua a investigar o caso, em especial às queixas da mãe da adolescente. A irmã da adolescente disse em entrevista na época que profissionais do hospital ignoraram as reclamações da jovem e disse que ela “estava com frescura”.

“No domingo eu vim aqui com meu irmã e ela já estava com dilatação. Botaram ela lá pra cima e ela pediu para fazer césarea e não fizeram. Colocaram soro nela, a criança nasceu de madrugada e ela continou a sentir mal. Descobriram que tinha resto de parto nela e que isso causou infecção. Agora eu perdi minha irmã com 15 anos porque não ouviram ela”, esbravejou.

Após a morte da adolescente, os familiares dela provocaram um tumulto na maternidade, acusando negligência da equipe médica que atendeu a jovem. A mãe da adolescente quebrou uma porta de vidro da maternidade e acabou ficando com a mão ferida. A Polícia Militar foi acionada para conter o tumulto.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here