Botafogo-PB apresenta Ademir Fonseca como o novo técnico

0
Depois de 1 ano e 8 meses sob o comando de Itamar Schulle, agora a vez é de Ademir Fonseca comandar o time. O técnico, que foi anunciado na noite de ontem, concedeu entrevista na Maravilha do Contorno, sede do clube, na tarde desta quarta-feira (2).

O profissional de 54 anos, antes de responder a primeira pergunta, se apresentou aos jornalistas presentes no Centro de Treinamento do Belo, e falou sobre suas características.

– Sou melhor motivador do que treinador. Trabalho muito com auto estima, não trabalho com crítica. Tento extrair o máximo do jogador com muita conversa, muito diálogo. Sou muito próximo dos jogadores, mas não abro mão da minha liderança. Mas os artistas principais são os jogadores. Conheço a maioria de trabalhar junto, outros de jogar contra, então precisamos recuperar a confiança para dar a volta por cima – disse.

Ademir já teve passagens por clubes do Nordeste como América-RN, Fortaleza, ABC-RN e CRB-AL. Pelo alvirrubro alagoano foram quatro passagens. Na última, ele enfrentou o Botafogo-PB pela Série C de 2014. O jogo acabou 1 a 1 no estádio Rei Pelé.

Mas o Belo não foi o primeiro time do estado a querer contar com o treinador. Ainda em 2017 o Campinense fez contato para contratá-lo após a Copa do Nordeste, mas ele preferiu seguir outros caminhos. Agora, resolveu vir para a Paraíba, e explicou os motivos para o acerto com o time da capital.

– Tive convite de um clube do estado depois da Copa do Nordeste e optei por não vir. Mas quando fui procurado pelo Botafogo-PB, 16h eu estava acertando e 2h da manhã eu já estava em João Pessoa. Pesou o elenco, pesou a credibilidade do clube, que honra os compromissos, e a história. É um clube de tradição, com torcida, e sempre briga em cima, por títulos, pelo acesso. Quem sabe pode acontecer pelas nossas mãos – falou.

O treinador chega sem a possibilidade de trazer jogadores de sua confiança, já que a janela para contratações na Série C foi fechada no fim de julho.

Mesmo assim, Ademir garantiu que os jogadores do elenco botafoguense tem qualidade suficiente para tirar o time dessa situação. Além disso, ele admitiu que, após cinco derrotas seguidas e a aproximação da parte de baixo da tabela, a realidade atual do clube é lutar contra o rebaixamento.

– O grupo que temos tem que dar conta. Eles foram escolhidos pela comissão técnica, não foram escolhidos errados. Meu primeiro pensamento é distanciar da zona de rebaixamento. Quando conseguir isso, pensamos na classificação. Vamos com os pés no chão, sem vender ideias baratas. Temos que ser realistas. Não podemos abrir mão da possibilidade do acesso, mas temos que nos distanciar de quem está atrás. Temos que ver os próximos seis jogos como seis decisões. E decisão não se joga, decisão se ganha – filosofou, comprovando sua fama de motivador mencionada no início da entrevista.

Depois da coletiva, Ademir Fonseca se dirigiu ao estádio Almeidão, onde comandou seu primeiro treino a frente do clube. Na atividade, ele escalou o Belo com Michel Alves, Gustavo, Plínio, Bruno Maia, Fernandes; Djavan, Magno, Cleyton, Roger Gaúcho; Dico, Rafael Oliveira.

No sábado (05), o Belo enfrenta o Salgueiro-PE no sertão pernambucano, na estreia do novo treinador botafoguense.

Do Voz da Torcida

Comente

Antares

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here