Ações desenvolvidas pela PMJP para a juventude são “medíocres”, diz Charliton

0

Nesta semana o Partido dos Trabalhadores de João Pessoa realizou a plenária Dialoga João Pessoa – Juventude, com a presença do pré-candidato a prefeito Professor Charliton Machado, o pré-candidato a vice Nelson Lira, dirigentes nacionais, estaduais e municipais do partido, além de representantes de diversas entidades estudantis.

Como é característica dessa atividade a participação dos presentes foi feita livremente, e entre as questões abordadas estava a falta de políticas públicas para a juventude por parte da gestão municipal. Para o Professor Charliton Machado, que escutou atentamente e também fez uma fala sobre o assunto, “é de grande importância o fortalecimento das políticas públicas para a juventude”

“Escutamos nesse Dialoga algo que todos já sabem: juventude não vive apenas de esporte e lazer. Nossos jovens precisam de muito mais, no entanto, assim como em outros segmentos, a Prefeitura não demonstra interesse e vontade em fazer algo ‘de verdade’. Cria uma coordenadoria para dizer que institucionalmente existe algo para os jovens, porém, as ações desenvolvidas são medíocres”, analisou.

Ainda de acordo com os participantes, as ações para a juventude devem alcançar toda a cidade, em especial os jovens da periferia, os quilombolas e a juventude indígena. Um dos presentes colocou que atualmente a Prefeitura apresenta um discurso bonito, mas com uma “prática terrível”, e destacou inclusive que a “política para a juventude aplicada na cidade é uma política de exclusão”.

Nelso Lira, pré-candidato a vice-prefeito de João Pessoa, falou sobre a participação dos jovens na política brasileira: “Infelizmente existe um desinteresse de uma parte dos jovens quando o assunto é política, porém, é necessário entender que através da compreensão da política é possível alcançar conquistas importantes. A juventude precisa estar presente nos debates políticos”.

Após fazer um resumo sobre a importância da juventude brasileira na redemocratização do Brasil, e a sua participação como estudante nos anos 80, o Professor Charliton Machado disse que nos dias atuais essa mesma juventude possui um papel imprescindível: “Vivemos um momento de retrocesso nos direitos conquistados, aumento do preconceito através de uma direita conservadora que hoje ocupa o Congresso Nacional e que através de um Golpe preside o país”.

“Especialmente sobre João Pessoa, o que escutamos, e concordamos, é que o poder público precisa dialogar com a juventude, democratizar o ensino, implantar e aprimorar as políticas públicas, fortalecer os Conselhos e deixar de criar órgãos que tenham apenas um papel decorativo no organograma da Prefeitura. Não existe espaço para a juventude na agenda da Prefeitura de João Pessoa. Ouvir a pauta da juventude, e dos demais segmentos que fazem parte da nossa sociedade, é dever de um gestor comprometido e responsável”, finalizou.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here