Uma ação conjunta de várias Secretarias da Prefeitura de Conde está atacando um problema natural e histórico da cidade, que nunca havia sido enfrentado de forma responsável e efetiva. As voçorocas, que são fenômenos geológicos que consistem em grandes buracos que são abertos no solo graças a chuvas ou outras intempéries do tempo, há anos causam problemas a algumas comunidades, e a atual gestão montou um grupo envolvendo várias Secretarias, para reduzir os danos para os moradores das áreas envolvidas.

A prefeita Márcia Lucena, determinou que as Secretarias de Ação Social, Meio Ambiente, Comunicação, Defesa Civil e Infraestrutura, trabalhem conjuntamente para levar informações às comunidades atingidas, atendam aos moradores diretamente atingidos e reduzam os danos causados pelas voçorocas, já que se trata de um fenômeno irreversível, mas que pode ter seus impactos reduzidos.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente, Aurora Coelho, toda equipe das Secretarias envolvidas já conheciam o problema, mas após a posse da prefeita Márcia e a formação do seu governo, eles puderam se aprofundar nas investigações e constataram que o surgimento das voçorocas em algumas áreas do município, é fruto da junção de uma série de fatores como solo frágil, desmatamento, falta de estrutura para quedas d’água e até a falta de informações dos moradores que fazem ligações para as voçorocas em processo de criação.

Os casos mais graves acontecem na Comunidade de Mituaçu e nos bairros da Conceição e São Bento.

Antes da chegada do período chuvoso, o grupo estava em processo de identificação e estudos, para verificar origem, velocidade de crescimento, entre outros fatores, que contou inclusive com a presença da Universidade Federal da Paraíba, através de um especialista.

Após esse estudo, ficou decidida que a revegetação da parte de cima e dentro dos buracos, com bambu, bananeiras e outras mudas, é a melhor estratégia a ser adotada para impedir o avanço das voçorocas; aliado ao trabalho da Secretaria da Infraestrutura, para reduzir a velocidade com que agua acessa a área e construção de bolsões de absorção da água. Tudo isso, enquanto se intensifica o programa de calçamento de ruas e toda drenagem que será feita de forma planejada estruturada.

O Grupo Voçorocas, que reúne as cinco Secretarias envolvidas da resolução do problema, também está se reunindo com a população e levado informações sobre o que de fato representa o problema. “Estamos informando o que a gestão tem feito, para tranquilizar que eles (moradores) não estão só diante deste problema, de ordem natural, que pode ser agravado pela ação do homem, mas também pode ser amenizado com as ações que a Prefeitura tem buscado fazer”, destacou a secretária de Meio Ambiente, Aurora Coelho.

Comente

Camara Municipal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here