25 C
João Pessoa, PB
quarta-feira, 23 agosto 2017
PB Gás
Governo

Berg se nega a ser notificado e ainda tenta manobrar processo de cassação

0
Berg pega propina espontaneamente, mas se diz

Ao menos na Câmara de Bayeux, ainda falta muito para se chegar a uma resolução sobre a cassação do prefeito afastado Berg Lima (Podemos). Isso porque ele está se negando a ser notificado pela comissão especial formada pela Casa Severaque Dionísio.

Nesta quarta-feira (23), o advogado de defesa Sheyner Asfora tenta na Justiça a liberdade de Berg, porém mantendo-o afastado do cargo eletivo. Ele teve a prisão preventiva decretada após ser pego em flagrante ao extorquir empresário da cidade.

De acordo com o vereador Adriano Martins (PMDB), que é o autor do pedido de cassação de Berg na Câmara, os trabalhos da comissão especial têm sido procrastinados.

“O prefeito afastado tem tentado obstacular os trabalhos da comissão nas investigações do processo de cassação. Ele se negou em receber a notificação e o advogado apresentou um atestado. A gente espera que na próxima segunda, as testemunhas que foram arroladas pela defesa dele sejam ouvidas”, relatou.

Adriano ainda declarou as chances de Berg retornar à Prefeitura de Bayeux, através da decisão dos vereadores, são mínimas.

“O clima é de cassação. Eu acredito que os 17 vereadores que votaram pela abertura do processo devem votar pela cassação. O Brasil não comporta mais esse tipo de comportamento corrupto e em Bayeux não vamos fazer diferente”, afirmou.

 

Parlamentar afirma que João é a melhor opção do PSB para suceder RC no governo

0
Parlamentar afirma que João é a melhor opção do PSB para suceder RC no governo

O deputado Gervásio Maia (PSB), presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba disse, em entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, que o atual secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, João Azevêdo, é a melhor opção do seu partido para concorrer à sucessão do governador Ricardo Coutinho nas eleições do próximo ano.

Para Gervasinho, João tem sido, ao lado de Ricardo Coutinho, um dos principais responsáveis pelas mudanças positivas que têm ocorrido pela Paraíba a partir da gestão do PSB.

“No Governo do Estado, João tem sido uma peça muito importante nessa engrenagem. Tudo isso que tem acontecido de bom pela Paraíba tem a participação efetiva de João. Então, o nome dele tem sido muito lembrado, e o partido na hora que for decidir, tem que decidir por alguém que tem capacidade de continuar este projeto. Não é só escolher um nome, é escolher um nome à altura do projeto que o PSB vem desenvolvendo na Paraíba”, disse o presidente da ALPB.

“Vou dizer isso hoje pela primeira vez: na minha opinião, João é a melhor opção do PSB, pois acho que para continuar tudo isso que estar aí, tem que conhecer profundamente, tem que transitar nos ministérios como João transita em Brasília. João, por exemplo, transita com uma leveza muito grande”, acrescentou Gervásio.

Vitória do PSB em 2018

Gervásio enfatizou ainda que o PSB tem condições plenas de vencer as eleições em 2018, e aproveitou para criticar a gestão do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, virtual candidato das oposições à sucessão do governador Ricardo Coutinho.

“O que tem sido feito no projeto político chamado Luciano Cartaxo em João Pessoa? É uma gestão apática. Veja a Beira Rio: o pouco que se começa não se conclui”, disse. “Veja a situação do Parque Solon de Lucena. Se você chegar lá com sua família não tem lugar onde estacionar o carro”, pontuou.

O presidente da ALPB lembrou que as principais intervenções realizadas em João Pessoa, a exemplo do Trevo das Mangabeiras, do viaduto Eduardo Campos, do Centro de Convenções e da Escola Técnica de Mangabeira, foram realizadas pela gestão do governador Ricardo Coutinho.

Treinador analisa derrota do Botafogo-PB: “Estamos vivos por um milagre”

0
Botafogo-PB enfrenta o Sampaio Corrêa, no Almeidão, pela Série C neste domingo

O Botafogo-PB voltou ao trabalho nesta terça-feira (22) após mais uma derrota na Série C do Campeonato Brasileiro.

O revés diante do Remo-PA no último domingo, o sétimo nas últimas oito rodadas da competição, foi assunto na entrevista concedida pelo treinador Ademir Fonseca no turno da tarde. Pela manhã, os jogadores se reapresentaram e fizeram um trabalho regenerativo na academia do clube.

– Fizemos um jogo com muita disposição e pouca qualidade. Não apresentamos nosso melhor futebol, não vamos iludir vocês ou os torcedores. Quando 60% do time não vai bem, os outros 40% não consegue carregar a equipe nas costas, mas não deixaram de correr. Nosso adversário jogou todas as cartas, nós erramos em pontos capitais. Michel fez um boa partida, mas o adversário se aproveitou dos nossos erros. A torcida deles empurra o time o tempo todo e não conseguimos alcançar o que queríamos, mas estamos vivos na competição – explicou Fonseca.

A derrota por 2 a 1 deixou o Belo novamente próximo a zona de rebaixamento, com 17 pontos, um acima do Confiança-SE, próximo adversário e nono colocado na tabela de classificação, e a distância para o G4 aumentou para quatro pontos.

Apesar do discurso da diretoria ser de buscar três vitórias nas três últimas rodadas para conseguir avançar para o mata-mata, o treinador tratou de colocar os pés no chão e dizer que buscará vencer os sergipanos no domingo para respirar um pouco mais na luta para não cair.

– Temos que trabalhar com a realidade. Uma vitória no coloca um patamar acima, como foi contra o Moto, como teria sido se tivéssemos vencido o Remo. Precisamos vencer o jogo para espantar o fantasma do rebaixamento. Não vamos vencer o segundo jogo (ASA-AL), o terceiro (Sampaio Corrêa-MA), sem vencer o primeiro. Vamos vencer primeiro para ganhar gás e, se conseguirmos as duas vitórias dentro de casa, veremos se há possibilidade de avançar para a próxima fase – disse, em tom realista.

Ainda sobre a remota chance de avançar, o treinador botafoguense mais uma vez foi cauteloso. Ademir tratou de listar as dificuldades que o time enfrentou durante o ano, disse que a meta é, neste momento, fazer com que o clube não caia para a quarta divisão nacional, e que a situação atual ainda é boa, se levar em consideração a campanha feita, com quase um turno todo de derrotas antes mesmo do fim da fase de grupos.

– O Botafogo-PB está vivo talvez até por um milagre. Nunca vi um time que perde oito vezes ainda ter uma pequena possibilidade de classificação. O pior já passou. O que tinha de ruim de acontecer já aconteceu. Desde o início do ano o Botafogo-PB não tem tido um ano fácil. Foi assim até no estadual, na Copa do Nordeste. Espero terminar este campeonato, como já conversei com os jogadores, podendo devolver o clube pelo menos onde pegamos, que foi na Série C – finalizou. As informações são do Voz da Torcida.

APL de TICC elege Governança de Cultura e agenda certificação de empresas

0
APL de TICC elege Governança de Cultura e agenda certificação de empresas

O Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação, Comunicação e Cultura, se reuniu no Ateliê Cultural do NAI, no Centro Histórico de João Pessoa, e elegeu por unanimidade, Danilo Aguiar, da ONG Maracá Cidadania, para Governança de Cultura.

Na oportunidade, estiveram presentes, artistas, produtores, gestores culturais envolvidos nas diversas áreas como música, cinema, patrimônio cultural e outros, e foram discutidas estratégias para desenvolvimento e ação.

O diretor do Plades, professor Paulo Cavalcanti, acompanhado das coordenadoras Delma Aquino e Marília Medeiros de Araújo, também esclareceram vários pontos de desenvolvimento de APLs.

Presente ao encontro, Marco Acco, ex-membro da equipe do Ministério da Cultura na gestão de Gilberto Gil, contribuiu com sugestões ricas de organização das Câmaras Setoriais que derivam da Governança.

Também a produtora cultural, Nathália Freire Moura, que tem currículo de passagem pela Unesco e grandes projetos em São Paulo, disponibilizou seu know how no sentido de contribuir para o Arranjo Produtivo.

O jornalista e empresário Walter Santos, da Governança do APL, informou que estão agendadas reuniões com o deputado Wilson Filho (PTB), representante da bancada federal paraibana, para tratar de emendas federais, e um grande evento de Certificação da APL de TICC na antiga Faculdade de Medicina, ao lado da Catedral Metropolitana.

Diversas instituições de renome como SUCESU, Sebrae, Parque Tecnológico de Campina Grande, BNDES, Sudene, UFPB, Fecomercio, APL, Iphaep, Copac e outras, além do prefeito Luciano Cartaxo, já apoiam o APL de TICC, como sendo um importante passo inserir João Pessoa no cenário do mercado mundial de Tecnologia, Tecnologia da Informação, Comunicação e Cultura.

Corujinha não é homem suficiente para cumprir acordo, desabafa suplente do PC do B

0

Os filiados do PC do B não estão nada contentes com o comportamento do vereador João Corujinha (PSDC). É que o futuro presidente da Câmara de João Pessoa ainda não cumpriu um acordo feito com os comunistas desde a formação da coligação proporcional.

O suplente de vereador Kim Queiroz (PC do B) explicou que o acordo feito entre as duas legendas é de que, de os dois principais nomes da coligação vencessem, abririam espaço no início do mandato para os suplentes. Os eleitos foram Helton Renê (PSDC) e Corujinha.

“Lamento a falta de palavra do vereador Corujinha. Na hora que precisou do PC do B, da coligação, veio até nós, nos pediu a união das legendas na eleição e fizemos, mas com esse acordo firmado”, relatou.

E ele desabafou sobre a frustração diante do acordo quebrado. “Nós, suplentes, sabíamos quena coligação eles dois tinham uma estrutura maior e seriam os mais votados da nossa coligação. E nós, suplentes, trabalhamos para isso e com a perspectiva de assumirmos por um tempo o mandato com a licença deles dois”, explicou.

Queiroz ainda criticou fortemente Corujinha. “Helton cumpriu a parte dele no acordo, foi homem suficiente para isso e Corujinha simplesmente rasga tudo que foi acordado. Não foi homem suficiente para cumprir acordo. Lamentável”, declarou.

PSB quer Raimundo Lira e o PMDB na composição da majoritária em 2018

0
Edvaldo Rosas anuncia mais 13 encontros regionais do PSB paraibano

O presidente do PSB na Paraíba Edvaldo Rosas demostrou interesse de manter aliança com o PMDB, para as eleições de 2018. Relembrando o pleito do ano passado, Rosas afirmou que os peemedebistas têm grandes nomes para compor chapa com os socialistas. E citou a parceria entre o senador Raimundo Lira (PMDB) e o governador Ricardo Coutinho (PSB) como exemplo.

Rosas explicou que a Executiva Estadual vem preparando a legenda para as disputas de 2018. Mas, o momento também exige que seja reforçado o projeto do PSB na Paraíba, que tornou Ricardo o governador mais bem avaliado no Brasil.

“Fui uma das primeiras pessoas dentro do partido a defender que o governador Ricardo Coutinho deveria permanecer no Governo para fortificar o projeto e fazer seu sucessor. E hoje está claro o desejo dele de permanecer à frente da gestão estadual”, disse.

Sobre o PMDB, ele confirmou que o partido tem nomes fortes tanto para a disputa para vice-governador, como para compor uma das vagas do Senado com o apoio do PSB. E citou o nome do senador Raimundo Lira como um parceiro de Ricardo.

“Ele (Lira) já vem dando demonstrações de querer seguir conosco e é um nome que estamos pautando para compor a chapa do Senado ao nosso lado em 2018”, finalizou Edvaldo Rosas.

Gervásio classifica gestão Cartaxo como “apática” e destaca obras de RC em JP

0
Gervásio classifica gestão Cartaxo como

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Gervásio Maia, afirmou nesta terça-feira (22), em entrevista a uma rádio da capital, que o projeto político do PSB tem condições reais de vencer as eleições em 2018. Para Gervásio, o que habilita possíveis nomes do PSB na disputa das eleições de 2018, principalmente para o governo do estado, é um projeto que tem modificado a vida dos paraibanos. “A vitória do PSB em 2014 ocorreu no campo das propostas, no debate de ideias, ao lado do povo e com o povo”, afirmou, destacando as ações do governador Ricardo Coutinho no desenvolvimento da Paraíba, apesar da séria crise que o país ainda enfrenta.

O presidente da Assembleia Legislativa, ao ser questionado sobre o nome do secretário de Recursos Hídricos, João Azevedo, como possível candidato ao governo do estado em 2018, foi categórico: “Não tenho dúvidas de que João é uma das melhores opções do partido. Para dar continuação a esse projeto político, tem que conhecer profundamente, tem que transitar por ministérios como João transita em Brasília”, frisou Gervásio.

Gervásio enfatizou ainda que o PSB tem condições plenas de vencer as eleições em 2018. “O que tem sido feito no projeto político chamado Luciano Cartaxo em João Pessoa? É uma gestão apática. Veja a Beira Rio: o pouco que se começa não se conclui”, disse. “Veja a situação do Parque Solon de Lucena. Se você chegar lá com sua família não tem lugar onde estacionar o carro”, pontuou.

O parlamentar afirmou que as principais intervenções realizadas pelo governo do estado em João Pessoa, a exemplo do Trevo das Mangabeiras, do viaduto Eduardo Campos, o Centro de Convenções, a EscolaTécnica de Mangabeira foram realizadas pela gestão do PSB.

TJPB retoma nesta quarta julgamento que pode soltar Berg Lima

0
Após flagrante, defesa de Berg Lima protocola pedido de habeas corpus no STJ

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) retoma nesta quarta-feira (23) o julgamento sobre o relaxamento da prisão do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima.

O julgamento será retomada após o desembargador Oswaldo Trigueiro pedir vistas na sessão realizada no dia 9 de agosto. Na ocasião, o placar estava 1 a 0 pela soltura de Berg.

O desembargador Abraham Lincoln foi quem votou a favor do prefeito afastado. O relatório do desembargador Marcos William defende a soltura de Berg, perante uma série de medidas como não poder entrar em prédios públicos; não sair da cidade; comparecimento periódico em juízo; suspensão do exercício de prefeito de Bayeux e fiança na quantia de 20 salários mínimos.

A prisão

Berg Lima foi preso em flagrante de extorsão, no dia 05 de julho, no restaurante Sal e Pedra, localizado no Bairro do Sesi, em Bayeux, após ser filmado recebendo propina de um fornecedor da Prefeitura. Foram R$ 3,5 mil contados e entregues para que o prefeito liberasse empenhos de interesse do empresário.

No vídeo, enquanto que o suposto corruptor conta cédulas de R$ 100,00 e R$ 50,00, Berg Lima liga para uma secretária municipal e orienta sua auxiliar a programar a liberação de pagamentos ao fornecedor, nos termos da Lei Orçamentária do município.

O crime de que é acusado o prefeito de Bayeux está tipificado no Art. 158 do Código Penal Brasileiro e prevê pena de reclusão de quatro a dez anos, além de multa. Além disso, Berg deve ser cassado pela Câmara de Vereadores e perder seus direitos políticos por no mínimo oito anos.

Após lentidão da gestão de Cartaxo, TCU vai acompanhar obras da Barreira do Cabo Branco

0
CMJP realiza palestra sobre obras da Barreira do Cabo Branco

Após constatar lentidão da gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) em inicar as obras da Barreira do Cabo Branco, o Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu que vai acompanhar as obras de perto. Em seu parecer, o ministro Benjamin Zymler recomendou que a realização do acompanhamento de forma urgente e com tramitação preferencial.

“Tendo em vista a inexistência de processo anterior nesta Corte de Contas sobre o tema, que as obras não se iniciaram, que os recursos assegurados, na ordem de R$ 6.107.000,00, não foram liberados, bem como o fato de que a grande maioria dos recursos necessários à completa execução das intervenções não foram sequer assegurados junto ao Ministério da Integração Nacional, entende esta Unidade Técnica que a autuação de processo específico de Acompanhamento, medida já tomada por esta Unidade Técnica, atende ao pleito do solicitante”, explicou o relator em sua decisão.

O solicitante é o deputado federal Wilson Filho (PTB), que é presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados (CFFC). O parlamentar ressaltou sua preocupação com a execução do projeto que prevê intervenções para tentar minimizar os efeitos do processo de erosão na falésia e lembrou que destinou recursos na ordem de R$ 6 milhões, a partir do Ministério do Turismo, no final de 2010. “Há quase sete anos a Prefeitura de João Pessoa sequer inicia a obra”, lamentou.

“Como Presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, tive que pedir formalmente isso ao Tribunal de Contas da União, e o ministro Benjamin Zymler concedeu o acompanhamento oficial e formal do TCU a essa obra”, continuou o deputado.

Em sua justificativa, Wilson Filho, ressaltou que a obra é fundamental para a conservação de um dos principais pontos turísticos da região e para a segurança física da população, já que os efeitos da erosão têm se intensificado, causando desabamentos na área.

Transposição: Parlamentar da PB vai a Brasília debater conclusão do Eixo Norte

0

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal realiza, nesta quarta-feira (23), uma audiência pública para debater a retomada das obras do Eixo Norte e do Ramal do Apodi, que fazem parte do projeto de transposição das bacias do Rio São Francisco, bem como do Programa de Revitalização do Rio São Francisco e demais obras complementares.O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, é quem vai apresentar os dados. O deputado estadual Jeová Campos vai participar da audiência pública que acontecerá, a partir das 9h, no Anexo II, Ala Senador Alexandre Costa, Plenário nº 19.

De acordo com o parlamentar paraibano, ele vai aproveitar a oportunidade para tratar com o ministro sobre outras questões além da conclusão das obras do Eixo Norte. “Vou abordar a questão do canal que liga Caiçara a Engenheiro Ávidos, a situação da perenização do Rio Piancó e do Ramal do Apodi, que é também de interesse de Lagoa do Arroz, e ainda da barragem de capivara”, destaca Jeová.

Ainda segundo Jeová, o ministro deve abordar o cronograma da retomada da obra de conclusão do Eixo Norte. “A empresa que ganhou a licitação, ou seja, o consórcio, já foi contratado, já há mobilização na região, mas nós queremos saber como está essa mobilização e detalhes deste cronograma, cuja obra beneficiará o sertão de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará”, finalizou Jeová, que por conta deste compromisso em Brasília, só retomará a ALPB na sessão da próxima quinta-feira.

Mais Lidas

Nossas Redes Sociais

0FãsCurtir
8,118SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever