Abertura do Salão de Artesanato da Paraíba é nesta quarta-feira

0

O secretário de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), Lindolfo Pires, visitou as instalações do 25º Salão de Artesanato da Paraíba, cuja montagem da estrutura está sendo concluída na Praça do Povo do Espaço Cultural, em João Pessoa. O maior evento do artesanato paraibano será aberto oficialmente nesta quarta-feira (18), às 19h.

Logo após a visita, Lindolfo Pires disse que o Governo do Estado tem sempre tido um compromisso com o artesanato paraibano e a prova disso é que o governador Ricardo Coutinho vem realizando durante toda a sua gestão dois salões por ano: um em João Pessoa e o outro em Campina Grande. “Agora, o 25º Salão de Artesanato da Paraíba dá essa oportunidade da potencialidade dos artesãos paraibanos, que terão condições de expor toda a sua produção para que as pessoas vejam de perto a qualidade das peças produzidas”, comentou.

“A Setde, por meio do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), está no dia a dia acompanhando de perto esses artesãos em toda a Paraíba. A qualidade do que se produz aqui também é levado para todo o Brasil e outros países através de outras feiras. Está de parabéns toda a equipe do PAP, coordenada por Lu Maia”, lembrou o secretário de Turismo.

O artesanato acompanha a artesã Gilma Pereira desde os nove anos. Até hoje, com 58 anos, ela não perdeu o fôlego. O ano inteiro se debruça no ofício da produção de peças de fibra de coco cujo portfólio já tem 10 tipos de peças, cujo carro-chefe são as luminárias e as vassouras.

Ela contou que ainda criança começou o encanto pelo trançado e foi se aperfeiçoando ao longo do tempo. Contou com um empurrãozinho do governo, que lhe ofereceu diversos cursos de capacitação com designs famosos, como Sérgio Matos e Ricardo Imbroisi, que lhe rendera inspiração na técnica das luminárias.

Natural de Caaporã, Gilma lembrou que o cenário natural lhe favoreceu, pois por ser um município próximo ao litoral, a plantação de coqueiros ainda hoje lhe rende a principal matéria prima, que é a fibra. Coleciona a participação em várias feiras de renome nacional, a exemplo da Brasil Original e as suas peças já ganharam divisas pelas mãos de apreciadores da França, Espanha e Japão.

Gilma Pereira disse que o artesanato complementa a renda de pensionista, e só com a arte chega a lucrar até três salários mínimos. Os produtos são vendidos, não só nas feiras, como também sob encomenda e até na própria residência. “Já deixei tudo na minha vida por causa do artesanato. Vou fazer até morrer, pois é minha alma, minha vida”, destacou.
Ela ainda reiterou que o ofício do artesanato é o seu mundo. “Me sinto bem no meio dos artesãos. Sem isso aqui eu não vivo”, lembrou.

O Salão – A 25ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba acontece este ano entre os dias 18 e 29 de janeiro, no Espaço Cultural, com o tema “Raiz cultural de um povo”. O evento, uma realização do Governo do Estado, por meio do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP), contará com cerca de 400 artesãos, representando um total de mais de 3 mil profissionais envolvidos, apresentando peças produzidas com materiais como algodão colorido, madeira, metal, osso, fios, pedras e produtos como cordel, xilogravura e comidas regionais.

A abertura do Salão de Artesanato da Paraíba será às 19h do dia 18 deste mês. Nos demais dias do evento, as visitas poderão ser feitas das 16h às 22h. A expectativa dos organizadores é que 50 mil pessoas passem pelo Espaço Cultural para conhecer de perto os trabalhos dos artesãos paraibanos.

Durante a feira, serão homenageados 15 artesãos de diversas localidades do estado: Clovis Martins (Guarabira), Lindalva Maria Andrade Néri (Gurinhém), Maria Nazaré Neres (Baía da Traição), Gilma Pereira de Oliveira (Caaporã), Carmelita Anunciada da Silva (São Sebastião do Umbuzeiro), José Sales (Boqueirão), Lourdes Diniz (Campina Grande), João Batista Barreto (Nova Palmeira), João Avelino (Campina Grande), Emiliano Alves Pereira (Monteiro), João de Deus Cavalcante (João Pessoa), Joca dos Galos (Araçagi), Maria José Rodrigues Pereira (Serra Branca) e Chico Ferreira (Catolé do Rocha).

O evento tem como parceiros a Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), o Empreender-PB e o Procon-PB.

Comente

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
WhatsApp: (83) 99373-4023
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here