Prefeito de Bayeux exonera auxiliares de Berg e anuncia nova equipe

0

O prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio (PSDB), comunicou através de nota, que irá exonerar os secretários e adjuntos do primeiro escalão da gestão de Berg Lima, nesta sexta-feira (14).

A nova equipe, que irá auxiliar Luiz Antônio, será anunciada na próxima terça-feira (18).

Confira a nota na íntegra:

A prefeitura municipal de Bayeux informa que todos os auxiliares de primeiro escalão (secretários e adjuntos) estarão sendo exonerados pelo prefeito interino Luiz Antônio nesta sexta-feira (14). A medida é natural e se faz necessária diante da importante reforma administrativa em andamento no município.

Informamos ainda que o anúncio dos novos secretários e adjuntos acontecerá nesta terça-feira (18), a partir de 10h, no Paço Municipal, onde também ocorrerá a posse dos novos auxiliares.

As substituições de cargos nos demais escalões acontecerão de forma gradativa, garantindo o funcionamento da administração pública.

Atenciosamente

Coordenação de comunicação institucional

PREFEITURA DE BAYEUX

Construindo uma nova história

Redução da folha 

O prefeito interino de Bayeux Luiz Antônio (PSDB) revelou como era o seu relacionamento com o ex-prefeito Berg Lima. Além disso, ele anunciou que vai reduzir, ainda este mês, R$ 2 milhões da folha de pessoal da Prefeitura.

“Somente a folha de pessoal tem um gasto de mais de R$ 7 milhões e nossa arrecadação é na média de R$ 12 milhões por mês. Já sentei com o secretário de Finanças e vamos ter que fazer corte de pessoal, rever a questão de alguns salários, corrigir distorções. A intenção é de que a folha fique em torno de R$ 5 milhões”, explanou o prefeito interino.

Ele ainda relatou que o rompimento partiu de Berg e ainda afirmou que não foi chamado em nenhum momento por Berg para fazer parte da gestão.

“Não foi um rompimento do vice-prefeito, mas um rompimento do prefeito. Ele não me chamou, no momento da posse, para sequer discutir o secretariado, eu não tinha tanta participação dentro da prefeitura”, explicou.

Luiz lamentou o fato da população sofrer por ter acreditado em um projeto de campanha, que prometia mudanças para a cidade. O tucano admitiu que não será fácil, porém irá tentar cumprir pelo menos o “arroz com feijão”.

“A mudança e a esperança do povo que foi colocada no dia dois de outubro, me trazia um sentimento que quando fossemos a um USF, teríamos lá medicamentos, material de insumos. Mas eu ouvia muitas reclamações nesse sentido e isso me doía muito, pois nós tínhamos um compromisso de fazer uma mudança e isso eu vou tentar buscar agora, com muita dificuldade por causa desses estouros. Não será fácil, nem do dia pra noite, mas quero cumprir pelo menos o feijão com arroz”, relatou.

O tucano se diz decepcionado com a prisão de Berg Lima e afirmou está triste e envergonhado por ser “político nesse momento”.

“Primeiro foi a decepção de um projeto dito e refalado na campanha e pós-campanha, ante de assumirmos o mandato eletivo. Ontem eu assumi a prefeitura, tive posse, mas pode ter certeza que foi com muita tristeza e vergonha que caminhei na rua de ser político nesse momento. Nãoo quero aqui condenar, pois não sou juiz para isso, que a justiça faça a absolvição ou a condenação”, afirmou.

Comente

Camara Municipal

Fique por dentro de todas as notícias do Paraíba Já nas redes sociais:
Facebook, Twitter e Youtube.

Interaja com o Paraíba Já:
E-mail: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here